fbpx

QUEBRAR O GELO NO PRIMEIRO ENCONTRO

Conhecer alguém pela primeira vez é sempre um motivo de nervosismo. O desconhecido acaba por causar, inevitavelmente, alguma tensão.

Será que vamos saber o que dizer? Vai existir assunto? Tememos aqueles silêncios desconfortáveis, quando a conversa acaba por não fluir.

Mas também não devemos falar sem parar, fazer perguntas sem nexo, e transformar o primeiro encontro numa entrevista de trabalho.

Se sente que a conversa de circunstância não é o seu forte, damos uma pequena ajuda para que seja bem sucedido na altura de quebrar o gelo.

QUEBRAR O GELO NO PRIMEIRO ENCONTRO

Conhecer alguém pela primeira vez é sempre um motivo de nervosismo. O desconhecido acaba por causar, inevitavelmente, alguma tensão.

Será que vamos saber o que dizer? Vai existir assunto? Tememos aqueles silêncios desconfortáveis, quando a conversa acaba por não fluir.

Mas também não devemos falar sem parar, fazer perguntas sem nexo, e transformar o primeiro encontro numa entrevista de trabalho.

Se sente que a conversa de circunstância não é o seu forte, damos uma pequena ajuda para que seja bem sucedido na altura de quebrar o gelo.

1.Elogiar a aparência

Todos gostamos de receber elogios. Num momento em que estamos a tentar causar boa impressão, sabe sempre bem ouvir coisas boas a nosso respeito. Mencionar como a outra pessoa está bonita, é uma forma educada e agradável de começar um primeiro encontro.

1.Elogiar a aparência

Todos gostamos de receber elogios. Num momento em que estamos a tentar causar boa impressão, sabe sempre bem ouvir coisas boas a nosso respeito. Mencionar como a outra pessoa está bonita, é uma forma educada e agradável de começar um primeiro encontro.

2.O que gosta de fazer no tempo livre

Este tipo de pergunta dá azo a uma resposta mais longa, que pode servir de ponto de partida para outros temas. É uma oportunidade que têm de se conhecer melhor e perceber se têm gostos em comum. Actividades que podem, eventualmente, fazer em conjunto no futuro.

2.O que gosta de fazer no tempo livre

Este tipo de pergunta dá azo a uma resposta mais longa, que pode servir de ponto de partida para outros temas. É uma oportunidade que têm de se conhecer melhor e perceber se têm gostos em comum. Actividades que podem, eventualmente, fazer em conjunto no futuro.

3.Que livros, filmes ou programas de televisão gosta de ver

Partilhe as suas escolhas e pergunte pelas da outra pessoa. Este campo é sempre um bom caminho para tomar, porque todos nós temos algum livro ou algum filme que de certa forma nos marcou.

3.Que livros, filmes ou programas de televisão gosta de ver

Partilhe as suas escolhas e pergunte pelas da outra pessoa. Este campo é sempre um bom caminho para tomar, porque todos nós temos algum livro ou algum filme que de certa forma nos marcou.

4.Viagens de sonho

Quem não sonha em viajar? Quem sabe não têm destinos em comum que gostavam de conhecer. Sem fazer grandes planos, é um bom tema para desenvolver no primeiro encontro.

4. Viagens de sonho

Quem não sonha em viajar? Quem sabe não têm destinos em comum que gostavam de conhecer. Sem fazer grandes planos, é um bom tema para desenvolver no primeiro encontro.

5.Partilhe histórias divertidas

Nada como contar algumas peripécias ou episódios da nossa vida que façam despertar umas boas gargalhadas. O humor é sempre bem-vindo e, por norma, é um óptimo quebra gelo quando as duas pessoas ainda se conhecem pouco.

5. Partilhe histórias divertidas

Nada como contar algumas peripécias ou episódios da nossa vida que façam despertar umas boas gargalhadas. O humor é sempre bem-vindo e, por norma, é um óptimo quebra gelo quando as duas pessoas ainda se conhecem pouco.

6.Quais os sonhos

Todos temos sonhos por realizar. Não seríamos humanos se não sonhássemos. É isso que nos move e que nos faz querer ser melhores. Conhecer os sonhos da outra pessoa é uma oportunidade de a conhecer. De saber se se regem pelos mesmos ideais, pelas mesmas convicções. São este tipo de perguntas abertas que devemos fazer num primeiro encontro. Questões que dão para desenvolver, debater, trocar ideias.

6.Quais os sonhos

Todos temos sonhos por realizar. Não seríamos humanos se não sonhássemos. É isso que nos move e que nos faz querer ser melhores. Conhecer os sonhos da outra pessoa é uma oportunidade de a conhecer. De saber se se regem pelos mesmos ideais, pelas mesmas convicções. São este tipo de perguntas abertas que devemos fazer num primeiro encontro. Questões que dão para desenvolver, debater, trocar ideias.

7.Comida preferida

Já se imagina sentado no sofá, depois de um longo dia de trabalho, a encomendar a sua comida favorita, para partilhar a dois? Para isso convém saber do que gosta a outra pessoa. De certo terão pratos em comum, mas é sempre bom sabermos como podemos surpreender. 

7.Comida preferida

Já se imagina sentado no sofá, depois de um longo dia de trabalho, a encomendar a sua comida favorita, para partilhar a dois? Para isso convém saber do que gosta a outra pessoa. De certo terão pratos em comum, mas é sempre bom sabermos como podemos surpreender. 

8.Se o dinheiro não fosse uma questão, o que faria todos os dias?

Esta pergunta pode parecer, à partida, estranha. Mas de facto, quantos de nós não ponderámos largar tudo e fazer o que realmente nos apaixona? Mas a realidade é que precisamos de dinheiro para viver. Precisamos de um emprego, de uma base sólida, que nos permita ter uma vida com qualidade. No entanto, se o dinheiro não fosse uma questão, tenho a certeza que a maioria de nós escolhia outra vida. E saber qual a escolha da outra pessoa, não só quebra o gelo, como nos diz muito sobre quem está sentado à nossa frente.

Mas encontrar alguém com quem queremos ter um encontro, aquela pessoa em quem vemos uma oportunidade de dar certo, nem sempre é um processo fácil.

Os círculos de amigos estão por vezes “esgotados”, os círculos profissionais nem sempre trazem relações harmoniosas e as alternativas como as redes de encontros nem sempre são compatíveis com a agenda e o momento da vida profissional, requerendo tempo e disponibilidade emocional para encontrar num acaso uma pessoa que esteja no mesmo momento de vida.

Estas experiências geram habitualmente relacionamentos pouco profundos, encontros frustrantes, desgastando emocionalmente a disponibilidade para um novo e sério relacionamento.

8.Se o dinheiro não fosse uma questão, o que faria todos os dias?

Esta pergunta pode parecer, à partida, estranha. Mas de facto, quantos de nós não ponderámos largar tudo e fazer o que realmente nos apaixona? Mas a realidade é que precisamos de dinheiro para viver. Precisamos de um emprego, de uma base sólida, que nos permita ter uma vida com qualidade. No entanto, se o dinheiro não fosse uma questão, tenho a certeza que a maioria de nós escolhia outra vida. E saber qual a escolha da outra pessoa, não só quebra o gelo, como nos diz muito sobre quem está sentado à nossa frente.

Mas encontrar alguém com quem queremos ter um encontro, aquela pessoa em quem vemos uma oportunidade de dar certo, nem sempre é um processo fácil.

Os círculos de amigos estão por vezes “esgotados”, os círculos profissionais nem sempre trazem relações harmoniosas e as alternativas como as redes de encontros nem sempre são compatíveis com a agenda e o momento da vida profissional, requerendo tempo e disponibilidade emocional para encontrar num acaso uma pessoa que esteja no mesmo momento de vida.

Estas experiências geram habitualmente relacionamentos pouco profundos, encontros frustrantes, desgastando emocionalmente a disponibilidade para um novo e sério relacionamento.

Na Match74

Na Match74 queremos que os seus encontros sejam o mais produtivos e acertados possível.

Cabe a nós, fazer todo o trabalho de descobrir o perfil de pessoa que melhor se adequa a si e apresentar-lhe os perfis que acreditamos que possam ser a sua cara metade.

A si cabe-lhe desfrutar do momento e em cada encontro revelar a sua melhor versão com alguém especial. A primeira acção é sua, contacte-nos!

Na Match74

Na Match74 queremos que os seus encontros sejam o mais produtivos e acertados possível.

Cabe a nós, fazer todo o trabalho de descobrir o perfil de pessoa que melhor se adequa a si e apresentar-lhe os perfis que acreditamos que possam ser a sua cara metade.

A si cabe-lhe desfrutar do momento e em cada encontro revelar a sua melhor versão com alguém especial. A primeira acção é sua, contacte-nos!