fbpx

COMO A AUTOCONSCIÊNCIA INFLUENCIA A TUA VIDA AMOROSA?

 “Ama-te em primeiro lugar, para que só então alguém possa amar-te da mesma forma.”

 Quantas vezes já ouviste esta frase? Sim, escutamos estas palavras a ser ditas dito mais de um milhão de vezes durante a nossa vida e são verdade. Até aprendermos a ser felizes em nós mesmos, é quase impossível sustentar um relacionamento feliz com outra pessoa.

Ainda assim, existe algo que poucos te dizem: a autoconsciência é ainda mais importante que amor-próprio. Isso porque a autoconsciência ajuda-te a ter a vida que sempre desejaste para ti mesmo, que, por sua vez, influencia e transfere directamente para a tua vida amorosa.

Então, o que é exactamente a autoconsciência?

É a habilidade de te veres a ti próprio de forma clara e nítida, trata-se de uma parte da tua inteligência emocional que te permite ver o que está a acontecer dentro da tua mente e dos teus sentimentos. É o momento no qual te tornas consciente do teu comportamento em relação a outras pessoas e em relação a ti próprio.

Além disso, autoconsciência significa que estás a ser brutalmente honesto/a contigo mesmo sobre tudo o que és: as tuas forças, fraquezas, crenças, vaidades e os efeitos que tudo isso tem sobre as pessoas que fazem parte da tua vida.

Uma vez sabendo quem és, podes desenvolver um relacionamento saudável contigo próprio. O teu amor, os teus pontos fortes e virtudes, mas sabes também que existem algumas coisas nas quais precisas trabalhar para melhorar ainda mais.

Como a autoconsciência influencia a tua vida amorosa

Vê bem, a autoconsciência faz de ti uma pessoa e também um/a parceiro/a incrível para se estar. Quanto mais descobres sobre ti e o teu comportamento, mais serás capaz de racionalmente ter uma visão panorâmica da situação e mais bem-sucedido serás na vida e no amor.

Para fazer com que as coisas fiquem mais claras, percebe como a autoconsciência te influencia e, portanto, influencia também a tua vida amorosa:

COMO A AUTOCONSCIÊNCIA INFLUENCIA A TUA VIDA AMOROSA?

 “Ama-te em primeiro lugar, para que só então alguém possa amar-te da mesma forma.”

Quantas vezes já ouviste esta frase? Sim, escutamos estas palavras a ser ditas dito mais de um milhão de vezes durante a nossa vida e são verdade. Até aprendermos a ser felizes em nós mesmos, é quase impossível sustentar um relacionamento feliz com outra pessoa.

Ainda assim, existe algo que poucos te dizem: a autoconsciência é ainda mais importante que amor-próprio. Isso porque a autoconsciência ajuda-te a ter a vida que sempre desejaste para ti mesmo, que, por sua vez, influencia e transfere directamente para a tua vida amorosa.

Então, o que é exactamente a autoconsciência?

É a habilidade de te veres a ti próprio de forma clara e nítida, trata-se de uma parte da tua inteligência emocional que te permite ver o que está a acontecer dentro da tua mente e dos teus sentimentos. É o momento no qual te tornas consciente do teu comportamento em relação a outras pessoas e em relação a ti próprio.

Além disso, autoconsciência significa que estás a ser brutalmente honesto/a contigo mesmo sobre tudo o que és: as tuas forças, fraquezas, crenças, vaidades e os efeitos que tudo isso tem sobre as pessoas que fazem parte da tua vida.

Uma vez sabendo quem és, podes desenvolver um relacionamento saudável contigo próprio. O teu amor, os teus pontos fortes e virtudes, mas sabes também que existem algumas coisas nas quais precisas trabalhar para melhorar ainda mais.

Como a autoconsciência influencia a tua vida amorosa

Vê bem, a autoconsciência faz de ti uma pessoa e também um/a parceiro/a incrível para se estar. Quanto mais descobres sobre ti e o teu comportamento, mais serás capaz de racionalmente ter uma visão panorâmica da situação e mais bem-sucedido serás na vida e no amor.

Para fazer com que as coisas fiquem mais claras, percebe como a autoconsciência te influencia e, portanto, influencia também a tua vida amorosa:

1. Percebe que és responsável pela tua própria felicidade

Muitas pessoas hoje em dia buscam a felicidade nos seus relacionamentos. Elas dependem dos seus pares para torná-las felizes e completas.

Ao fazer isso, elas sobrecarregam o seu parceiro/a. Elas sentem-se responsáveis pela felicidade ou pela falta dela, facto que, muitas vezes, sufoca o relacionamento.

Mas se realmente estás auto consciente, sabes que crias a tua própria felicidade e o teu parceiro está lá para somar a esse processo. O caso é similar com a tristeza e a amargura da vida; sabes que o teu parceiro/a não está ali para te salvar, mas para estar ao teu lado enquanto te salvas a ti próprio.

Isso dá-te um óptimo alicerce para o teu relacionamento, porque mesmo sabendo que és independente e assumes a total responsabilidade pelos teus pensamentos, sentimentos e ações, tens alguém que te dá suporte através de todos os tipos de abraços e simplesmente por estar ali. E isso, é mais que suficiente. Certo?

1. Percebe que és responsável pela tua própria felicidade

Muitas pessoas hoje em dia buscam a felicidade nos seus relacionamentos. Elas dependem dos seus pares para torná-las felizes e completas.

Ao fazer isso, elas sobrecarregam o seu parceiro/a. Elas sentem-se responsáveis pela felicidade ou pela falta dela, facto que, muitas vezes, sufoca o relacionamento.

Mas se realmente estás auto consciente, sabes que crias a tua própria felicidade e o teu parceiro está lá para somar a esse processo. O caso é similar com a tristeza e a amargura da vida; sabes que o teu parceiro/a não está ali para te salvar, mas para estar ao teu lado enquanto te salvas a ti próprio.

Isso dá-te um óptimo alicerce para o teu relacionamento, porque mesmo sabendo que és independente e assumes a total responsabilidade pelos teus pensamentos, sentimentos e ações, tens alguém que te dá suporte através de todos os tipos de abraços e simplesmente por estar ali. E isso, é mais que suficiente. Certo?

2. Vive no agora

Antes de te tornares consciente, pensar demais é o teu inimigo. Ficas tão distraído pelos teus medos e situações hipotéticas (que ainda não aconteceram e nem sabes se vão acontecer), que não consegues usufruir do teu relacionamento por inteiro. 

Ao invés de olhares para os inegáveis sinais de que ele/ela gosta de ti através das suas ações, ficas a procurar por pistas aonde tudo vai começar a dar errado.

Por outro lado, quando dominas a habilidade da autoconsciência, és capaz de aproveitares o relacionamento aqui e agora. Bloqueias todos os pensamentos negativos (que não têm nenhum fundamento) e passas a concentrar-te em estar realmente presente de mente e espírito.

2. Vive no agora

Antes de te tornares consciente, pensar demais é o teu inimigo. Ficas tão distraído pelos teus medos e situações hipotéticas (que ainda não aconteceram e nem sabes se vão acontecer), que não consegues usufruir do teu relacionamento por inteiro. 

Ao invés de olhares para os inegáveis sinais de que ele/ela gosta de ti através das suas ações, ficas a procurar por pistas aonde tudo vai começar a dar errado.

Por outro lado, quando dominas a habilidade da autoconsciência, és capaz de aproveitares o relacionamento aqui e agora. Bloqueias todos os pensamentos negativos (que não têm nenhum fundamento) e passas a concentrar-te em estar realmente presente de mente e espírito.

3. Ter coragem de assumires os teus erros e pedires desculpas

A beleza de ser auto consciente é saberes que não és perfeito/a e a maneira como lidas com este facto é, na verdade, perfeita.

Quando tu e o teu parceiro iniciarem uma discussão, certamente irás tirar um momento para refletires e perguntar a ti próprio/a, “É realmente tudo culpa dele/a?” Se for, não irás recuar até que consigas provar o teu argumento, caso contrário, irás facilmente desculpar-te e assegurar de que não irás fazer nada que possa magoá-lo/a novamente.     

O certo é que estás a procurar por todas as maneiras que possam fazer de ti uma pessoa melhor e melhorar o teu relacionamento. Estás mais focado/a em resolver os problemas entre ti e o teu parceiro, buscando aperfeiçoar a tua comunicação, que vencer a discussão.

3. Ter coragem de assumires os teus erros e pedires desculpas

A beleza de ser auto consciente é saberes que não és perfeito/a e a maneira como lidas com este facto é, na verdade, perfeita.

Quando tu e o teu parceiro iniciarem uma discussão, certamente irás tirar um momento para refletires e perguntar a ti próprio/a, “É realmente tudo culpa dele/a?” Se for, não irás recuar até que consigas provar o teu argumento, caso contrário, irás facilmente desculpar-te e assegurar de que não irás fazer nada que possa magoá-lo/a novamente.     

O certo é que estás a procurar por todas as maneiras que possam fazer de ti uma pessoa melhor e melhorar o teu relacionamento. Estás mais focado/a em resolver os problemas entre ti e o teu parceiro, buscando aperfeiçoar a tua comunicação, que vencer a discussão.

4. A tua empatia natural é um fator crucial para o teu relacionamento

Com uma pessoa auto consciente, não é tudo sobre “Eu, eu mesmo e eu”. É natural que leves os sentimentos da outra pessoa em consideração.

Passas a pensar em como as tuas acções os/as afecta. Sabes quando deves lá estar para eles, e algumas vezes apenas estando presente nas suas vidas, é o suficiente para confortá-los/as e fazer com que se sintam menos solitários nas suas dores. 

A autoconsciência é ainda maior no amor-próprio, mas nunca é egoísmo. É sempre cheio de empatia e amor pelos outros, especialmente para aquele alguém especial.  

4. A tua empatia natural é um fator crucial para o teu relacionamento

Com uma pessoa auto consciente, não é tudo sobre “Eu, eu mesmo e eu”. É natural que leves os sentimentos da outra pessoa em consideração.

Passas a pensar em como as tuas acções os/as afecta. Sabes quando deves lá estar para eles, e algumas vezes apenas estando presente nas suas vidas, é o suficiente para confortá-los/as e fazer com que se sintam menos solitários nas suas dores. 

A autoconsciência é ainda maior no amor-próprio, mas nunca é egoísmo. É sempre cheio de empatia e amor pelos outros, especialmente para aquele alguém especial.  

5. Honestidade é sempre a melhor política

Quando és auto consciente, sentes que não tens outra escolha senão ser honesto/a. Esse é o motivo pelo qual deves assegurar de sempre ser verdadeiro/a contigo mesmo/a, bem como com o teu/a parceiro/a.

Não varras os problemas do casal para debaixo do tapete, a espera que eles se resolvam. Confronta-os e fala sobre eles com a tua cara metade.

Por outro lado, culpas-te pelas tuas falhas. Estás consciente delas e trabalhas para melhorá-las, mas no fim do dia, sabes que és apenas um/a humano/a e, como tal, tens falhas.

É basicamente a mesma maneira que vês o teu parceiro. Não o/a sobrecarregas com expectativas de perfeição; aceita-o/a por quem ele/ela é. Tudo o que esperas é que ele/ela seja honesto contigo e com ele/ela mesmo/a tanto quanto tu és.

5. Honestidade é sempre a melhor política

Quando és auto consciente, sentes que não tens outra escolha senão ser honesto/a. Esse é o motivo pelo qual deves assegurar de sempre ser verdadeiro/a contigo mesmo/a, bem como com o teu/a parceiro/a.

Não varras os problemas do casal para debaixo do tapete, a espera que eles se resolvam. Confronta-os e fala sobre eles com a tua cara metade.

Por outro lado, culpas-te pelas tuas falhas. Estás consciente delas e trabalhas para melhorá-las, mas no fim do dia, sabes que és apenas um/a humano/a e, como tal, tens falhas.

É basicamente a mesma maneira que vês o teu parceiro. Não o/a sobrecarregas com expectativas de perfeição; aceita-o/a por quem ele/ela é. Tudo o que esperas é que ele/ela seja honesto contigo e com ele/ela mesmo/a tanto quanto tu és.

Em síntese, quando desenvolves a habilidade de te ver a ti próprio/a de forma clara e objectiva, tornas-te consciente das tuas emoções e do teu comportamento em relação a outras pessoas e em relação a ti próprio/a. Assim, sendo posso afirmar que a autoconsciência implica em seres brutalmente honesto/a contigo mesmo sobre tudo o que és: as tuas forças, fraquezas, crenças, vaidades e os efeitos que tudo isso tem sobre as pessoas que fazem parte da tua vida. Este estado vai reflectir-se nas relações amorosas, trazendo-te a estabilidade que tanto almejas e mereces.

Com o desenvolvimento da autoconsciência, vais perceber que és o/a único/a responsável pela tua felicidade e, assim, deixarás de pôr nos ombros do teu/a parceiro/a uma responsabilidade que não lhe cabe. Também, consegues viver o aqui e agora, e não mais buscares antever problemas que te impedem de ser feliz e o pleno/a hoje. A autoconsciência também dá-te a coragem de assumires os teus erros e pedires desculpas quando for necessários. Por outro lado, dá-te a segurança para defender os teus pontos de vista. Todos estes aspetos, unidos à empatia e à honestidade contigo e com o outro farão do teu relacionamento algo verdadeiramente incrível, feliz e duradouro.

Na Match74 acreditamos em sólidas e felizes histórias de amor, vividas por pessoas auto conscientes dos seus sentimentos e, por isso, queremos que todos os nossos clientes tenham uma experiência inesquecível.

Cabe a nós, fazer todo o trabalho de descobrir o perfil de pessoa que melhor se adequa a ti e apresentar-te os perfis que acreditamos que possam ser a tua alma gémea.

 

A ti, cabe desfrutares do momento e, em cada encontro, revelar a tua melhor versão com alguém especial. A primeira acção é tua, contacta-nos!

Em síntese, quando desenvolves a habilidade de te ver a ti próprio/a de forma clara e objectiva, tornas-te consciente das tuas emoções e do teu comportamento em relação a outras pessoas e em relação a ti próprio/a. Assim, sendo posso afirmar que a autoconsciência implica em seres brutalmente honesto/a contigo mesmo sobre tudo o que és: as tuas forças, fraquezas, crenças, vaidades e os efeitos que tudo isso tem sobre as pessoas que fazem parte da tua vida. Este estado vai reflectir-se nas relações amorosas, trazendo-te a estabilidade que tanto almejas e mereces.

Com o desenvolvimento da autoconsciência, vais perceber que és o/a único/a responsável pela tua felicidade e, assim, deixarás de pôr nos ombros do teu/a parceiro/a uma responsabilidade que não lhe cabe. Também, consegues viver o aqui e agora, e não mais buscares antever problemas que te impedem de ser feliz e o pleno/a hoje. A autoconsciência também dá-te a coragem de assumires os teus erros e pedires desculpas quando for necessários. Por outro lado, dá-te a segurança para defender os teus pontos de vista. Todos estes aspetos, unidos à empatia e à honestidade contigo e com o outro farão do teu relacionamento algo verdadeiramente incrível, feliz e duradouro.

Na Match74 acreditamos em sólidas e felizes histórias de amor, vividas por pessoas auto conscientes dos seus sentimentos e, por isso, queremos que todos os nossos clientes tenham uma experiência inesquecível.

Cabe a nós, fazer todo o trabalho de descobrir o perfil de pessoa que melhor se adequa a ti e apresentar-te os perfis que acreditamos que possam ser a tua alma gémea.

A ti, cabe desfrutares do momento e, em cada encontro, revelar a tua melhor versão com alguém especial. A primeira acção é tua, contacta-nos!

COVID-19

Devido à situação atual gerada pelo vírus COVID-19 e de acordo com as recomendações dadas pela DGS, informamos que os encontros físicos estão suspensos.

Assim que se reunam todas as condições de segurança, estaremos de volta.

Contamos que seja o mais breve possível.
Protejam-se que desta forma cuidamos de todos nós.

Até já!
Match74