fbpx

AMA-TE E TEM UM RELACIONAMENTO BEM-SUCEDIDO

Em muitos dos artigos do blog Match 74, afirmo que o amor-próprio é um dos elementos essenciais para relacionamentos felizes e duradouros. Vejo que a razão pela qual muitos relacionamentos seguem uma direção menos positiva é que as pessoas esquecem-se de se apaixonar pelo seu primeiro e eterno amor: elas próprias.

Muitas pessoas acabam por não darem importância ao amor-próprio nos relacionamentos amorosos. Por mais incrível que pareça, esquecem por completo! O amor-próprio acaba por ser desvalorizado, mesmo que esse seja sempre apresentado por especialistas como a componente chave para um relacionamento bem-sucedido.

O que a maioria das pessoas apaixonadas faz é colocar a outra pessoa num pedestal. Assim, colocam as necessidades deles/as à frente das suas. Empenham-se de tal forma para caberem na vida dos/as amados/as que podem esquecer completamente das suas próprias vidas. Essa necessidade subconsciente de impressioná-los/as e admirá-los/as pode levar a um esquecimento da própria pessoa, incluindo os seus desejos e sentimentos.

Atitudes assim, podem ser extremamente prejudicais ao relacionamento, uma vez que o parceiro/a acostuma-se a ser o centro único das atenções e pode não perceber que o amor deve ser recíproco. Além disso, com o passar do tempo, é muito provável que perca o interesse, uma vez que acaba por não conhecer de facto com quem está a relacionar-se.

Por outro lado, uma pessoa que se esquece de si, em algum momento sentirá o peso de não ser alvo de atenções e cuidados.  É justamente por isso que deves começar a dar um bom exemplo do amor que desejas e mereces. 

Aqui estão cinco dicas sobre como conseguir isso.

AMA-TE E TEM UM RELACIONAMENTO BEM-SUCEDIDO

Em muitos dos artigos do blog Match 74, afirmo que o amor-próprio é um dos elementos essenciais para relacionamentos felizes e duradouros. Vejo que a razão pela qual muitos relacionamentos seguem uma direção menos positiva é que as pessoas esquecem-se de se apaixonar pelo seu primeiro e eterno amor: elas próprias.

Muitas pessoas acabam por não darem importância ao amor-próprio nos relacionamentos amorosos. Por mais incrível que pareça, esquecem por completo! O amor-próprio acaba por ser desvalorizado, mesmo que esse seja sempre apresentado por especialistas como a componente chave para um relacionamento bem-sucedido.

O que a maioria das pessoas apaixonadas faz é colocar a outra pessoa num pedestal. Assim, colocam as necessidades deles/as à frente das suas. Empenham-se de tal forma para caberem na vida dos/as amados/as que podem esquecer completamente das suas próprias vidas. Essa necessidade subconsciente de impressioná-los/as e admirá-los/as pode levar a um esquecimento da própria pessoa, incluindo os seus desejos e sentimentos.

Atitudes assim, podem ser extremamente prejudicais ao relacionamento, uma vez que o parceiro/a acostuma-se a ser o centro único das atenções e pode não perceber que o amor deve ser recíproco. Além disso, com o passar do tempo, é muito provável que perca o interesse, uma vez que acaba por não conhecer de facto com quem está a relacionar-se.

Por outro lado, uma pessoa que se esquece de si, em algum momento sentirá o peso de não ser alvo de atenções e cuidados.  É justamente por isso que deves começar a dar um bom exemplo do amor que desejas e mereces. 

Aqui estão cinco dicas sobre como conseguir isso.

1. Descobre quem és e sente-te confortável com isso

Às vezes, perdemo-nos no processo de amar alguém e nunca nos preocupámos em descobrir quem realmente somos. Temos que nos conhecer para que nos possamos apreciar e amar mais. Temos que abraçar quem somos.

Podemos ser extrovertidos sensacionais, almas ciganas, introvertidos incríveis, empatas, almas velhas, etc. Seja o que for, temos que respeitar a nossa singularidade e sentirmo-nos confortáveis ​​na nossa pele. Isso dar-nos-á a confiança de que precisamos nas nossas vidas e nos nossos relacionamentos connosco e com as outras pessoas.

1. Descobre quem és e sente-te confortável com isso

Às vezes, perdemo-nos no processo de amar alguém e nunca nos preocupámos em descobrir quem realmente somos. Temos que nos conhecer para que nos possamos apreciar e amar mais. Temos que abraçar quem somos.

Podemos ser extrovertidos sensacionais, almas ciganas, introvertidos incríveis, empatas, almas velhas, etc. Seja o que for, temos que respeitar a nossa singularidade e sentirmo-nos confortáveis ​​na nossa pele. Isso dar-nos-á a confiança de que precisamos nas nossas vidas e nos nossos relacionamentos connosco e com as outras pessoas.

2. Sê feliz independentemente do status do teu relacionamento

O status do teu relacionamento não deve ser a medida da tua felicidade. Obviamente, precisamos de outras pessoas e queremos estar num relacionamento feliz e bem-sucedido. Mas, devemos ser felizes num relacionamento que temos connosco antes mesmo de começar um relacionamento com outra pessoa.

Descobrir o teu próprio sorriso, pelo qual és o/a único/a responsável, é algo inestimável. Uma outra pessoa deve aumentar a tua felicidade e não ser a única causa dela. Se dependes do/a teu/a parceiro/a para ditar os teus sentimentos, pensa bem: é muita responsabilidade para uma pessoa, e esse é o tipo de pressão que os faz afastarem-se de ti.

2. Sê feliz independentemente do status do teu relacionamento

O status do teu relacionamento não deve ser a medida da tua felicidade. Obviamente, precisamos de outras pessoas e queremos estar num relacionamento feliz e bem-sucedido. Mas, devemos ser felizes num relacionamento que temos connosco antes mesmo de começar um relacionamento com outra pessoa.

Descobrir o teu próprio sorriso, pelo qual és o/a único/a responsável, é algo inestimável. Uma outra pessoa deve aumentar a tua felicidade e não ser a única causa dela. Se dependes do/a teu/a parceiro/a para ditar os teus sentimentos, pensa bem: é muita responsabilidade para uma pessoa, e esse é o tipo de pressão que os faz afastarem-se de ti.

3. Estabelece limites

Uma das chaves para um relacionamento feliz, é saber quando manter as portas do teu coração abertas, e quando fechá-las. É por isso que é importante estabeleceres limites – dares a conhecer todas as coisas que nunca deves tolerar, não importa o quê.

Deves indicar claramente os teus limites. Se não aprecias o cancelamento de planos do teu/a parceiro/a no último minuto sem um motivo válido, deves dizer isso, por exemplo. Em qualquer sinal de descaso, maus-tratos ou mesmo abuso, deves amar-te e respeitar-te o suficiente para partires. Se não estabeleceres limites, as pessoas vão passar por cima dos teus sentimentos.

3. Estabelece limites

Uma das chaves para um relacionamento feliz, é saber quando manter as portas do teu coração abertas, e quando fechá-las. É por isso que é importante estabeleceres limites – dares a conhecer todas as coisas que nunca deves tolerar, não importa o quê.

Deves indicar claramente os teus limites. Se não aprecias o cancelamento de planos do teu/a parceiro/a no último minuto sem um motivo válido, deves dizer isso, por exemplo. Em qualquer sinal de descaso, maus-tratos ou mesmo abuso, deves amar-te e respeitar-te o suficiente para partires. Se não estabeleceres limites, as pessoas vão passar por cima dos teus sentimentos.

4. Tem padrões

Ter padrões significa exigir reciprocidade. Significa querer que o respeito que estás a dar seja devolvido. E, não há nada de errado nisso! É normal. Mas, de alguma forma, às vezes é negligenciado e sacrificado em nome do amor. E os padrões nunca devem ser sacrificados.

Devemos recuperar tudo o que estamos a dar. Além do respeito já mencionado, merecemos a mesma quantidade de lealdade, carinho, aceitação, honestidade, comprometimento, esforço e amor, e nada menos que isso.

4. Tem padrões

Ter padrões significa exigir reciprocidade. Significa querer que o respeito que estás a dar seja devolvido. E, não há nada de errado nisso! É normal. Mas, de alguma forma, às vezes é negligenciado e sacrificado em nome do amor. E os padrões nunca devem ser sacrificados.

Devemos recuperar tudo o que estamos a dar. Além do respeito já mencionado, merecemos a mesma quantidade de lealdade, carinho, aceitação, honestidade, comprometimento, esforço e amor, e nada menos que isso.

5. Não aceites menos do que mereces

É possível que tenhas contacto com várias pessoas antes de encontrar um novo relacionamento sério. Assim, tenta não apresentar aos teus/a filhos/a o que pode ser um parceiro de curto prazo; apenas os confundirá e frustrará.

É importante que este contacto seja feito apenas quando o teu relacionamento estiver a progredir bem e tiveres certeza dos teus sentimentos. As relações familiares são bases muito importantes para o desenvolvimento das crianças, por isso todo este processo deve ser feito com cautela. 

5. Não aceites menos do que mereces

Isso está directamente relacionado às linhas anteriores. Não devemos  contentar-nos com um relacionamento sem amor e unilateral, no qual somos os únicos a dar o nosso melhor por outra pessoa. O amor é sobre união.

Ao amarmo-nos, damos exemplos para as outras pessoas na nossa vida sobre como nos amar e como nos tratar. Se temos pouco amor-próprio, se somos incapazes de dar um bom exemplo, somos mais propensos a acabar como vítimas de jogos mentais, todo o tipo de manipulação e relacionamentos abusivos fisicamente ou emocionalmente.

O amor-próprio ensina-te a evitar estares em algo completamente errado, apenas para que não estejas sozinho/a. Ele ensina-te a esperar por algo melhor enquanto estás feliz contigo mesmo/a, para que um dia encontres a tua alma gémea. Assim, terás ao teu lado alguém perfeitamente imperfeito e serás feliz. Alguém que compartilha e respeita as tuas opiniões. 

O amor-próprio é a chave para um relacionamento bem-sucedido, pois garante que um dia alguém te amará a ti como já te amas.

Na Match74 acreditamos em sólidas e felizes histórias de amor e, por isso, queremos que todos os nossos clientes tenham uma experiência inesquecível.

Cabe a nós, fazer todo o trabalho de descobrir o perfil de pessoa que melhor se adequa a ti e apresentar-te os perfis que acreditamos que possam ser a tua alma gémea.

A ti, cabe desfrutares do momento e, em cada encontro, revelar a tua melhor versão com alguém especial. A primeira acção é tua, contacta-nos!

O amor-próprio ensina-te a evitar estares em algo completamente errado, apenas para que não estejas sozinho/a. Ele ensina-te a esperar por algo melhor enquanto estás feliz contigo mesmo/a, para que um dia encontres a tua alma gémea. Assim, terás ao teu lado alguém perfeitamente imperfeito e serás feliz. Alguém que compartilha e respeita as tuas opiniões. 

O amor-próprio é a chave para um relacionamento bem-sucedido, pois garante que um dia alguém te amará a ti como já te amas.

Na Match74 acreditamos em sólidas e felizes histórias de amor e, por isso, queremos que todos os nossos clientes tenham uma experiência inesquecível.

Cabe a nós, fazer todo o trabalho de descobrir o perfil de pessoa que melhor se adequa a ti e apresentar-te os perfis que acreditamos que possam ser a tua alma gémea.

A ti, cabe desfrutares do momento e, em cada encontro, revelar a tua melhor versão com alguém especial. A primeira acção é tua, contacta-nos!

COVID-19

Devido à situação atual gerada pelo vírus COVID-19 e de acordo com as recomendações dadas pela DGS, informamos que os encontros físicos estão suspensos.

Assim que se reunam todas as condições de segurança, estaremos de volta.

Contamos que seja o mais breve possível.
Protejam-se que desta forma cuidamos de todos nós.

Até já!
Match74