fbpx

6 DICAS PARA TE RECONECTARES COM O TEU PARCEIRO

Termos relacionamentos saudáveis, estáveis e harmoniosos é tudo o que precisamos para sermos felizes. Não se trata apenas de relações amorosas, mas sim de trabalho, amizade, com os filhos, e até com as pessoas que se cruzam pontualmente na nossa vida. Sei bem que existem crises e dias em que estamos menos bem, mas sabermos relacionar-nos com todo o tipo de personalidade e perfis é a verdadeiramente importante para a nossa estabilidade mental e emocional.

Com o passar dos anos, é muito comum entre casais sentirem que a chama da paixão desapareceu. Isto não quer dizer que se deixem de gostar, pelo contrário, normalmente existe um aumento da intimidade e cumplicidade e o que diminui é desejo e o sentimento de luxúria.

Está provado cientificamente que existe uma grande mudança hormonal ao longo do tempo de relação. No início, uma relação é praticamente controlada pela norepinefrina, serotonina e dopamina – 3 neurotransmissores responsáveis pelos sentimentos de euforia quando estamos apaixonados, a tendência da obsessão para estarmos sempre perto do outro e o sentimento de desejo, quase incontrolável. Com o passar do tempo, a resposta destes neurotransmissores começa a estabilizar e por isso, a intensidade do desejo diminuí e muitas vezes não volta a ser a mesma. No entanto, existem formas de mantermos a chama acesa, estimulando-nos, a nós próprios e em casal, que vão ajudar despertar o sentimento ardente que tínhamos (e temos!) ao início.

Existem pessoas que, sem o saber, são viciadas nas respostas destes neurotransmissores quando estão apaixonadas e, por isso, têm uma necessidade constante de procurar novas relações, pois quando este “cocktail mágico” desvanece tendem a abandonar os seus parceiros.

Partilho contigo 6 dicas para te re-conectares com o teu parceiro.

6 DICAS PARA TE RECONECTARES COM O TEU PARCEIRO

Termos relacionamentos saudáveis, estáveis e harmoniosos é tudo o que precisamos para sermos felizes. Não se trata apenas de relações amorosas, mas sim de trabalho, amizade, com os filhos, e até com as pessoas que se cruzam pontualmente na nossa vida. Sei bem que existem crises e dias em que estamos menos bem, mas sabermos relacionar-nos com todo o tipo de personalidade e perfis é a verdadeiramente importante para a nossa estabilidade mental e emocional.

Com o passar dos anos, é muito comum entre casais sentirem que a chama da paixão desapareceu. Isto não quer dizer que se deixem de gostar, pelo contrário, normalmente existe um aumento da intimidade e cumplicidade e o que diminui é desejo e o sentimento de luxúria.

Está provado cientificamente que existe uma grande mudança hormonal ao longo do tempo de relação. No início, uma relação é praticamente controlada pela norepinefrina, serotonina e dopamina – 3 neurotransmissores responsáveis pelos sentimentos de euforia quando estamos apaixonados, a tendência da obsessão para estarmos sempre perto do outro e o sentimento de desejo, quase incontrolável. Com o passar do tempo, a resposta destes neurotransmissores começa a estabilizar e por isso, a intensidade do desejo diminuí e muitas vezes não volta a ser a mesma. No entanto, existem formas de mantermos a chama acesa, estimulando-nos, a nós próprios e em casal, que vão ajudar despertar o sentimento ardente que tínhamos (e temos!) ao início.

Existem pessoas que, sem o saber, são viciadas nas respostas destes neurotransmissores quando estão apaixonadas e, por isso, têm uma necessidade constante de procurar novas relações, pois quando este “cocktail mágico” desvanece tendem a abandonar os seus parceiros.

Partilho contigo 6 dicas para te re-conectares com o teu parceiro.

1.Comunicação

Sim, este chavão é um cliché, eu sei. No entanto, comunicar não se trata só de falar. Existem outros formas de comunicar igualmente importantes, e é sobre eles que deixou o desafio de refletires:

            Faz perguntas – se estiveres com alguém que sentes que tem dificuldades em expressar aquilo que sente, por variadas razões, começa por desconstruir a sua introversão com perguntas como “disseste que estavas à procura de um novo trabalho, como é que está a correr” ou “há uns tempos falaste sobre uma mudança de casa, como tem corrido a procura?”.

            Pratica a escuta ativa – ouvir não é o mesmo que escutar. Escutar é sentir o que o outro diz. É estar presente. Em vez de pensares o que vais dizer a seguir, concentra-te no que o outro está a dizer. Para além de ganhares melhor atenção, consegues depois estruturar de forma muito mais eficaz o que queres comunicar.

            Sê sensível – mostra compreensão com os sentimentos do outro. Mesmo que não tenhas a mesma opinião, compreende-a e respeita-a. Quando discordares deves falar com calma, sem gritar ou entrar em discussão.

1.Comunicação

Sim, este chavão é um cliché, eu sei. No entanto, comunicar não se trata só de falar. Existem outros formas de comunicar igualmente importantes, e é sobre eles que deixou o desafio de refletires:

            Faz perguntas – se estiveres com alguém que sentes que tem dificuldades em expressar aquilo que sente, por variadas razões, começa por desconstruir a sua introversão com perguntas como “disseste que estavas à procura de um novo trabalho, como é que está a correr” ou “há uns tempos falaste sobre uma mudança de casa, como tem corrido a procura?”.

            Pratica a escuta ativa – ouvir não é o mesmo que escutar. Escutar é sentir o que o outro diz. É estar presente. Em vez de pensares o que vais dizer a seguir, concentra-te no que o outro está a dizer. Para além de ganhares melhor atenção, consegues depois estruturar de forma muito mais eficaz o que queres comunicar.

            Sê sensível – mostra compreensão com os sentimentos do outro. Mesmo que não tenhas a mesma opinião, compreende-a e respeita-a. Quando discordares deves falar com calma, sem gritar ou entrar em discussão.

2.Comportamento

A mudança começa em nós, então, para melhorar qualquer tipo de relação é importante que tenhas atenção aos teus comportamentos para entenderes de que forma podes melhorar as tuas relações.

            Elogia – Já pensaste porque será que é tão fácil criticar e tão difícil elogiar? Parece que quando elogiamos há um sentimento de vulnerabilidade, mas a verdade é que vulnerabilidade é das coisas mais bonitas no ser humano. Esforça-te para encontrares pontos positivos e aponta-os.

            Sê generoso – uma surpresa, um carinho inesperado, um presente. Uma atitude imprevista é ideal para quem quer reforçar laços e vínculos. Pensa no que é que a pessoa gostaria que fizesses por ela e avança.

            Dedica tempo – Se queres manter uma relação, seja ela qual for, tens que ter tempo para te dedicares a ela. Cria uma rotina onde possas passar mais tempo com a pessoa, seja uma vez por semana ou todos os dias, a verdade é que para criar vínculos é necessária presença. Afinal as expressões não foram feitas por acaso: “Longe da vista, longe do coração”.

Se queres melhorar as tuas relações precisas de te dedicares a elas. Nada nasce de um dia para o outro. Tudo se constrói com foco, entrega e acima de tudo, amor. Por isso, se sentes que há relações que têm potencia

2.Comportamento

A mudança começa em nós, então, para melhorar qualquer tipo de relação é importante que tenhas atenção aos teus comportamentos para entenderes de que forma podes melhorar as tuas relações.

            Elogia – Já pensaste porque será que é tão fácil criticar e tão difícil elogiar? Parece que quando elogiamos há um sentimento de vulnerabilidade, mas a verdade é que vulnerabilidade é das coisas mais bonitas no ser humano. Esforça-te para encontrares pontos positivos e aponta-os.

            Sê generoso – uma surpresa, um carinho inesperado, um presente. Uma atitude imprevista é ideal para quem quer reforçar laços e vínculos. Pensa no que é que a pessoa gostaria que fizesses por ela e avança.

            Dedica tempo – Se queres manter uma relação, seja ela qual for, tens que ter tempo para te dedicares a ela. Cria uma rotina onde possas passar mais tempo com a pessoa, seja uma vez por semana ou todos os dias, a verdade é que para criar vínculos é necessária presença. Afinal as expressões não foram feitas por acaso: “Longe da vista, longe do coração”.

Se queres melhorar as tuas relações precisas de te dedicares a elas. Nada nasce de um dia para o outro. Tudo se constrói com foco, entrega e acima de tudo, amor. Por isso, se sentes que há relações que têm potencia

Se queres melhorar as tuas relações precisas de te dedicares a elas. Nada nasce de um dia para o outro. Tudo se constrói com foco, entrega e acima de tudo, amor. 

P.S. – Há 3 grandes desafios que todas as relações enfrentam: Autenticidade, Emoções e Verdade. Neste vídeo falo-te de cada um deles e como podes lidar com eles.

Prepara-te para viver este momento único. Na Match74 acreditamos em verdadeiras histórias de amor e, por isso, queremos que todos os nossos clientes tenham uma experiência inesquecível.

Cabe a nós, fazer todo o trabalho de descobrir o perfil de pessoa que melhor se adequa a ti e apresentar-te os perfis que acreditamos que possam ser a tua cara-metade.

A ti, cabe desfrutares do momento e em cada encontro revelares a tua melhor versão com alguém especial. A primeira acção é tua, contacta-nos!

Se queres melhorar as tuas relações precisas de te dedicares a elas. Nada nasce de um dia para o outro. Tudo se constrói com foco, entrega e acima de tudo, amor.

P.S. – Há 3 grandes desafios que todas as relações enfrentam: Autenticidade, Emoções e Verdade. Neste vídeo falo-te de cada um deles e como podes lidar com eles.

Prepara-te para viver este momento único. Na Match74 acreditamos em verdadeiras histórias de amor e, por isso, queremos que todos os nossos clientes tenham uma experiência inesquecível.

Cabe a nós, fazer todo o trabalho de descobrir o perfil de pessoa que melhor se adequa a ti e apresentar-te os perfis que acreditamos que possam ser a tua cara-metade.

A ti, cabe desfrutares do momento e em cada encontro revelares a tua melhor versão com alguém especial. A primeira acção é tua, contacta-nos!

COVID-19

Devido à situação atual gerada pelo vírus COVID-19 e de acordo com as recomendações dadas pela DGS, informamos que os encontros físicos estão suspensos.

Assim que se reunam todas as condições de segurança, estaremos de volta.

Contamos que seja o mais breve possível.
Protejam-se que desta forma cuidamos de todos nós.

Até já!
Match74